Destaques agora :

12/06/2009

RADIALISTA DENUNCIA RÁDIO COMUNITÁRIA

O radialista Hamilton Alves, um dos âncoras do jornalismo da Rádio FM do Povo de Jaru fez uma denúncia diretamente a Agência Nacional de Telecomunicação – Anatel, contra a Rádio Comunitária Esperança e Paz de Ouro Preto do Oeste. Segundo consta na denúncia feita pelo radialista profissional Hamilton, a Rádio Comunitária não vem cumprindo com o seu verdadeiro papel que é um meio de comunicação voltado para atender os interesses da comunidade diferente do que vem ocorrendo em Ouro Preto do Oeste, onde segundo afirma o radialista a sua programação jornalística vem sendo direcionada para atender interesses exclusos.
As emissoras consideradas comunitárias no Brasil foram assim definidas em 1998 pela lei 9.612 e regulamentadas pelo decreto 2.615, do mesmo ano. De acordo com o texto, a radiodifusão comunitária é "um serviço de radiodifusão sonora, com baixa potência e com cobertura restrita, outorgado a associações comunitárias e sem fins lucrativos". Denomina-se Serviço de Radiodifusão Comunitária a radiodifusão sonora, em freqüência modulada, operada em baixa potência e cobertura restrita, outorgada a fundações e associações comunitárias, sem fins lucrativos, com sede na localidade de prestação do serviço. Outrora constituída para dar acesso e liberdade de expressão às camadas populares e prestar serviços às comunidades, as rádios comunitárias, salvo pouquíssimas exceções, distorcem sua verdadeira característica. O radialista esclarece que a Anatel define através do serviço Radcom que Rádio Comunitária é aquela que tem concessão outorgada pelo Ministério das Comunicações e atua em conformidade com a Lei 9612/1998. Essa lei estabelece as condições a serem observadas por quem detém a outorga, como: 1) o serviço não pode ter fins lucrativos; e, 2) a potência máxima é de 25 watts, entre outras especificações. “As Rádios comunitárias são de grande importância desde que ajam na essência de sua criação, ou seja, no trabalho de liberdade de expressão às comunidades locais. Porém, a distorção de seu verdadeiro papel resulta na falta de identificação com a comunidade e ilegalidade”, comenta Hamilton, radialista profissional DRT/SP 30082 e segue: ”A visão da Rádio comunitária em Ouro Preto do Oeste está totalmente distorcida da lei que diz as comunitárias devem representar um bairro, uma comunidade, ser a voz do povo, segundo a legislação, mas na prática não o fazem e, o que é pior, acirram a competição por espaço na política que se aproxima onde é facilmente comprovado na programação jornalística da Rádio Esperança e Paz”, afirmou o radialista que é morador de Ouro Preto do Oeste há 16 anos e atua em rádio há 20 anos.
Hamilton Alves disse que na época em que atuava na Rádio Esperança e Paz foi proibido de mencionar no ar os processos do então candidato a prefeito do município Irandir Oliveira de Souza, processos estes de conhecimento do povo. O radialista informou que resolveu denunciar a Rádio Esperança e Paz dentro da legalidade e para isso junto uma farta documentação que inclui papeis e gravação de programas no qual tem indícios de favorecimentos políticos o que contraria as normas do serviço de Radcom. “Faço questão de dizer não estou a serviço de ninguém quero apenas que a comunidade de Ouro Preto do Oeste seja respeitada e rádio (Esperança e Paz) valorize a todos sem distinção fato este que vem ocorrendo”, concluiu. A reportagem procurou o diretor da Rádio, Valdeir Martins, mas segundo uma funcionaria o mesmo não se encontrava no momento.

Reações:

22 comentários:

  1. Em Varzea Paulista, tem uma rádio nos mesmo moldes dessa ai, só que além de se sujeitar a isso, a emissora é do prefeito, foi vendida por um vereador a ele, como isso fosse moeda.

    ResponderExcluir
  2. Em Rio Grande da Serra SP também tem uma emissora como esta. O locutor que quiser trabalhar tem de pagar pelo horário ao proprietário da concessão. E se não bastasse tudo isso,o mesmo está pedindo R$50.000,00 para quem se interessar no comando da emissora. E mais, desde a permissão concedida pela Anatel, nunca houve uma Eleição para mudar a Diretoria.

    ResponderExcluir
  3. Em Pardinho a radio é comunitária, mas distorce tb seu papel! Faz propagandas comerciais, transmite programas especificamente católicos, transmite ha uma distancia muito maior que a permitida. Como dar fim a isso? Nâo existe fiscalizaçâo?

    ResponderExcluir
  4. Ola, aqui em Pirituba São Paulo tem uma radio operando em 87,5 FM com o nome de "Studio 100Fm" dizendo que é Comunitaria, de comuniotaria não tem nada, eles tem varios patrocinadores, varias programações, me apresentei dizendo que precisaria de uma programação para divulgar os problemas do bairro mais me foi negado, gostaria de saber como tomar povidencia e se ela é mesmo oficial, caso contrario fica aqui a denuncia, obrigado...

    ResponderExcluir
  5. Para denunciar rádios já legalizadas basta encaminhar para o ministério das comunicações em forma de oficio uma denuncia escrita ou digitada,pode-se mandar junto a denuncia provas como gravações e documentos,ou no propio site da ABERT voçe preenche um formulário e envia sua denuncia.

    ResponderExcluir
  6. TO PASSANDO O MESMO EM MINAS. RADIO COMUNITARIA FUNCIONANDO COMO COMERCIAL E EU JORNALISTA AINDA CENSURADA EM DETRIMENTO DE POLITICA E PROSELITISMO. JA TOMEI MINHAS MEDIDAS. VAMOS DENUNCIAR MOÇADA.
    MARIA MALAGA

    ResponderExcluir
  7. Em Diamantina, MG a Rádio Cidade 104 FM censurou uma radialista e demitiu. A rádio funciona como comercio e é comunitária. Cobra propaganda e está vendida para o prefeito da cidade.

    ResponderExcluir
  8. Depois de entrevistar uma deputada do PSB de Minas Gerais, a radialista foi censurada pelo diretor da rádio. Estão querendo que ela se demita. Nós de Diamantina estamos levando o caso para o Ministério Publico Estadual e Federal. A deputada é irmão do Federal Weligton Prado.

    ResponderExcluir
  9. Flávio Vasco06/10/2011 12:02:00

    Estou sendo o presidente de uma rádio comunitária aqui na Bahia. Fico muito triste em saber que a função de rádio comunitária foi desvirtuada a muito tempo. São os políticos, os religiosos e um monte de picaretas sendo dono de rádios comunitárias. E o povo que chegou a pensar que essas rádios seriam para dar voz a ele?
    Graças a Deus a rádio www.saovicentefm.com não tem interferência dos poderosos, ainda é o povo que manda. Mas são poucas desse tipo no Brasil
    Flávio Vasco.

    ResponderExcluir
  10. Matheus

    em santo estevão BA , tem uma igual , onde o dono é um vereador atuante , a radio trabalha como comercial .

    é uma vergonha para o nosso município

    o nome da radio é paraguassu fm 87,9
    www.paraguassufm.net em santo estevão BA a .70km de salvador

    ResponderExcluir
  11. Em Manhuaçu - MG também existe uma comunitária assim 104,9 , ela foi autorgado para funcionar em um bairro pobre, porém o presidente da associação da ´radio, mudou ela para o centro da cidade, ela funciona como radio evangelica e usa de seus comerciais um lucro altissimo para o bolso do presidente e tambem para politica, já que o mesmo ja confirmou ser candidato mais uma vez. Fala o que quer no radio e ofensa no ar, quem estiver em sua frente, por ter posse de uma emissora. Nem equipamentos direto a radio tem, so trem veio, porem no ar é uma mina de dinheiro. Como denunciar associação e este presidente?

    ResponderExcluir
  12. A cidade de Itacarambi mg,eles combrão tudo que passam, não entendo porque, a fiscalização não ver isso, até mudar de local ela ja mudarão,até cobra dos cantores da cidades, onde era obrigação deles de anuciar a cultura da nossa cidade,estar uma bagunça, tendo até brigas até de politicos ao vivo, não entendo mesmo, espero que vocÊ venham fiscalizar, porque a coisa na nossa cidade estar feia.

    ResponderExcluir
  13. anonimo.
    Na minha cidade a radio cidade paraíso(comunitaria) foi vendida para a Assembleia de Deus por 150,000. Agora a Rádio é só da comunidade deles. Um absurdo!

    ResponderExcluir
  14. ola pessoal. quero denunciar uma radio da minha cidade por nao cumprir com suas obrigaçoes com a sociedade e de nao prestar serviços publicos. essa radio fica na cidade de mari na paraiba. estao fazendo uso para fins politicos e seu diretor estar do prefeito. esse mesmo diretor usa a radio para defender o prefeito e tambem para ganhar dinheiro com propagandas. radio araça fm 105.5 mari.pb desde de ja muito obrigado e um forte abraço.

    ResponderExcluir
  15. Em São Bernardo do Campo -SP,A rádio Nova Riacho fm 87.5,que é comunitária também tem incorrido no mesmo crime,apoiando claramente as ações do sindicato dos metalúrgicos do ABC que são declaradamente apoiadores da atual administração de Luiz Marinho

    ResponderExcluir
  16. em floresta do araguaia pará.existe uma rádio comunitaria que nao funciona como deveria.chama-se rádio dabar fm.eles vendem orarios,fazem propagandas divulgando preços de produtos,pagam para alguns locutores,falam de politica,e não aceitam a comunidade trabalhar como deveria.alguem por favor venham investigar.já passou dos limites.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aqui em Santo Antonio de Pádua -RJ é mesma coisa, recebe umas multinha irisória da ANATEL que compensa a desobediencia

      Excluir
  17. EM BARRA DO MENDES - BA A 400KM DE SALVADOR TAMBEM TEM UMA DESTE TIPO VENDIDA PARA O PREFEITO.


    DEUS NOS ACUDA!!

    ResponderExcluir
  18. Me segurei até agora, mas vou soltar os bichos, aqui em Santo Antonio de Pádua RJ Associação Comunitária de Rádio Educadora FM recebeu o direito de apresentar os documentos ao M. das Comunicações em 19/03/1999 Com os passar dos dias recebemos um Oficio assinado por Antonio Carlos Tardelli que não tínhamos o direito uma vez que a ATA estava registrada no livro "B". Imagina quem recebeu o direito a Radcom? um grupo politico que estava no poder, mesmo a sua Associação estando registrado no livro "C" tanto a ATA como o ESTATUTO.Hoje é uma verdadeira rádio comercial com longo alcance, funciona fora do endereço indicado,e aonde está a Anatel? Estou indignado com a corrupção.Quem quiser saber mais entre em contato com Antoniotempero@yahoo.com,br

    ResponderExcluir
  19. Na cidade de Rodeiro-MG cep: 36510-000 tem uma rádio chamada: Alternativa Fm 104.9 que foi montada por um Prefeito que não faz parte mas da Política em nossa cidade, deixando-a nas mãos de uma família, hoje eles faturam um valor exorbitante com a mesma, cobrando por Programas de cidadãos rodeirenses e propagandas de comercios em geral, e tem a "cara de pau" de dizer que é contribuição cultural, nunca vi contribuição forçada, temos que detalhar junto a Prefeitura de Rodeiro, porque tem "rolo" nessa rádio.

    ResponderExcluir
  20. Na Av Kennedy, bairro Beira Rio, Dom Aquino- MT CEP 78830-000 tem uma rádio pirata, frequncia 87.9, vende publicidade e não anuncia.....

    ResponderExcluir
  21. EM MDALENA CE TAMBEM TEM E A UNICA ENTREGUE NAS MAOS DO PREFEITO. RADIO SERTAO FM 104,9

    ResponderExcluir

Claro leitor seu comentário será analisado antes de ser publicado.

Seu comentário não pode ter:
*Palavras ofensivas;
*Frases que indiquem a promoção ou a despromoção pessoal;
*Desqualificação intencional a esse blog;

Quaisquer duvida deve ser encaminhada a nossa redação através da pagina contato com preenchimento obrigatório dos dados pessoais