O Ditador,Chávez fecha seis canais estrangeiros de TV



A Venezuela assistiu, nas últimas 24 horas, a uma escalada autoritária do governo do presidente Hugo Chávez. Ele ordenou o fechamento de seis emissoras de televisão a cabo.

Centenas de estudantes venezuelanos marcharam até a sede da Comissão Nacional de telecomunicações. A polícia usou bombas de gás lacrimogêneo. Pelo menos duas pessoas ficaram feridas. Os protestos foram em apoio aos seis canais de TVs internacionais a cabo.

Na quinta-feira, eles foram classificados como emissoras venezuelanas por transmitir mais de 70% de programação local. Por isso, passaram a ser obrigados a mostrar os discursos do presidente Hugo Chávez. No domingo (24), tiveram as transmissões suspensas, sob a alegação que descumpriram as regras.

Entre eles está a RCTV Internacional, produzida em Miami, pelos mesmos donos da RCTV venezuelana, canal que não teve a concessão renovada em 2007. “O objetivo é acabar de vez com a RCTV", disse uma diretora da empresa, uma das mais populares do país.

Hugo Chávez disse que os canais só voltarão a ser transmitidos na Venezuela se comprovarem que são emissoras internacionais ou se transmitirem os discursos dele. O colégio de jornalistas considerou a medida um abuso de autoridade do governo de Hugo Chávez. Além disso ele quer controlar a grade de programação das emissoras,aonde elas passaram por uma avaliação a cada quatro meses.


O governo americano também expressou preocupação com o fim das transmissões dos seis canais internacionais. A Associação Internacional de Radiodifusão, que representa mais de 17 mil emissoras privadas de rádio e televisão no continente americano, Ásia e Europa, afirmou que a decisão se soma aos numerosos casos que atentam contra a liberdade de expressão na Venezuela.

O vice-presidente da Venezuela e ministro da defesa, Ramón Carrizáles, renunciou ao cargo. Alegou motivos pessoais, mas analistas políticos acreditam que houve divergências entre Carrizáles e o presidente Hugo Chávez em relação a medidas de combate à crise econômica. O vice-presidente na Venezuela é uma indicação do chefe do governo.

No Brasil, a Ministra e futura candidata a presidência da republica, Dilma Rousseff, não critica Hugo Chávez pelo fechamento das emissoras de TV.


Fontes:
* Globo.com
* Coturno Nortuno

Matéria editada.
Reações:

Nenhum comentário:

Claro leitor seu comentário será analisado antes de ser publicado.

Seu comentário não pode ter:
*Palavras ofensivas;
*Frases que indiquem a promoção ou a despromoção pessoal;
*Desqualificação intencional a esse blog;

Quaisquer duvida deve ser encaminhada a nossa redação através da pagina contato com preenchimento obrigatório dos dados pessoais

| Copyright © 2013 Radiofusores Fm.com