Associação de Emissoras de Rádio do Ceará protesta contra reabertura de rádios piratas

Redação Portal Imprensa

De acordo com o site Ceará Agora um imbróglio envolvendo o radialista Glaydson Carvalho, da FM 94,9, e o proprietário da rádio FM 100.1, Marcelo Resende desencadeou uma série de discussões sobre a reabertura de rádios piratas no estado. Após ser acusado por Marcelo de calúnia e difamação Carvalho teve de depor na Delegacia de Polícia Civil após ler um comunicado sobre o fechamento de rádios piratas no município de Tianguá.

A situação gerou protestos por parte da Associação Cearense de Emissoras de Rádio e Televisão (Acert). Seu presidente Edilmar Norões afirmou que a reabertura de rádios ilegais na cidade é uma desmoralização junto à Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel). "Há uma constante preocupação contra o abuso que está significando e, lamentavelmente, crescendo nessas emissoras piratas. Naturalmente, prejudicam e, ao mesmo tempo, constituem um desafio à autoridade constituída", afirmou.

A Anatel fechou recentemente sete rádios piratas na cidade, 48 horas depois, os donos de seis emissoras reabriram. As rádios fechadas foram FM 93.3, FM 94.1, Serra Grande FM 97.5, FM 100.1, Líder FM 103.5, Web FM 104.5 e Mix FM 106.7. De todas somente a Web FM cumpriu a determinação da Anatel.
Reações:

Nenhum comentário:

Claro leitor seu comentário será analisado antes de ser publicado.

Seu comentário não pode ter:
*Palavras ofensivas;
*Frases que indiquem a promoção ou a despromoção pessoal;
*Desqualificação intencional a esse blog;

Quaisquer duvida deve ser encaminhada a nossa redação através da pagina contato com preenchimento obrigatório dos dados pessoais

| Copyright © 2013 Radiofusores Fm.com