Telefônica relança seu serviço de VoIP, com aval da Anatel

Anunciado em março do ano passado, o Talky teve as vendas suspensas; este mês, foi liberado pela Anatel, que concluiu que ele não contraria a regulamentação da telefonia fixa.

Depois de vários meses de suspensão do serviço de VoIP – lançado em março do ano passado e em seguida interrompido por determinação da Anatel –, a Telefônica está relançando seu Talky, serviço que permite a realização de ligações celulares por meio da internet. O produto, desenvolvido em parceria com a Nexus Telecom, empresa que atua no segmento de voz sobre protocolo de internet, possibilita ao usuário, também, fazer e receber ligações VoIP por meio de computadores e telefones celulares e fixos. "Com qualquer dispositivo ligado à internet é possível fazer ligações", explica Benedito Fayan, diretor de inovação da Telefônica.

Fayan conta que logo após o lançamento do produto, no ano passado, foram conquistados cerca de 20 mil clientes, antes da interrupção das vendas. “Os usuários que já estavam cadastrados permaneceram no sistema, usando regularmente o serviço”, conta Fayan. Com o relançamento, que acontece inicialmente apenas com um marketing viral, a expectativa é de que o produto atraia inicialmente os clientes “mais antenados” e não só usuários de celulares e smartphones, mas também os de tablet. “A novidade neste lançamento é que o produto está disponível para qualquer sistema operacional, inclusive o Android”, informa Fayan.

Como funciona

O diretor de inovação destaca que o produto volta ao mercado com “oferta supercompetitiva” e o diferencial de oferecer suporte 24 horas, com atendimento via chat. O foco continua sendo o usuário residencial, mas a operadora avalia desenvolver uma versão do produto para o mercado corporativo.

Para ser usuário, as condições são as mesmas: o cliente precisa ter um aparelho celular com as tecnologias Symbian, Android e iPhone. A partir da instalação de um software, que pode ser baixado gratuitamente, das respectivas lojas dos fabricantes (como a Apple Store), passa a falar por meio de qualquer computador com internet, nas conexões via banda larga, Wi-Fi ou 3G. Já para as ligações em telefone fixo é preciso o uso de um adaptador ATA e uma conexão à internet.

Para ter um número fixo dentro do Talky, o cliente tem que se cadastrar e solicitar o número (o serviço custa R$ 4,90 ao mês). Esse custo é debitado dos créditos que adquire no site do Talky por meio do cartão de crédito ou boleto bancário. Para o serviço de VoIP, a empresa oferece pacotes de crédito de R$ 10, R$ 20 e R$ 50. Ligações de Talky para Talky são gratuitas, enquanto a ligação para fixo no Brasil é de R$ 0,15 por minuto e para fixo de 70 países, de R$ 0,19 por minuto.

A suspensão

O serviço foi suspenso formalmente em novembro de 2010, depois que o Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) remeteu à Anatel, para seu pronunciamento, o ato de concentração das empresas Nexus, parceira da Telefônica no serviço VoIP, e ATelecom, subsidiária da Telefônica. Ao analisar o ato, a Anatel determinou a suspensão do serviço de voz pela internet até que ela avaliasse se ele feria algum dispositivo legal, em especial o regulamento de STFC (serviço telefônico fixo comutado, ou seja, o de telefonia fixa). De acordo com Roberto Pinto Martins, superintendente de Serviços Públicos da Anatel, a venda do serviço foi agora liberada pois constatou-se que ela não contraria nenhum dispositivo da regulamentação do STFC.

Fonte:Sul Radio
Reações:

Nenhum comentário:

Claro leitor seu comentário será analisado antes de ser publicado.

Seu comentário não pode ter:
*Palavras ofensivas;
*Frases que indiquem a promoção ou a despromoção pessoal;
*Desqualificação intencional a esse blog;

Quaisquer duvida deve ser encaminhada a nossa redação através da pagina contato com preenchimento obrigatório dos dados pessoais

| Copyright © 2013 Radiofusores Fm.com