PF apreende material de rádio no RJ; jornalista e locutor prestam depoimento


No último sábado (22/9), a Policia Federal (PF) de Angra dos Reis apreendeu um transmissor radiofônico, um computador e reportagens de uma rádio local. A jornalista Daniele Aff, e o locutor Alan Batista, presentes no momento da ação, foram encaminhados para a delegacia da Policia Civil para prestar depoimento.

A jornalista concedia uma entrevista para Batista durante programa ao vivo para toda a cidade, informou o portal A Voz da Cidade. De acordo com Daniele, a rádio é comunitária. No entanto, o portal menciona rádio pirata.

Ouvintes disseram que a jornalista estava fazendo campanha política na rádio, falando mal dos candidatos da coligação “Juntos para cuidar de Angra”, da candidata a prefeita Conceição Rabha (PT) e, no momento da apreensão, foram encontrados materiais de campanha do candidato a prefeito Fernando Jordão (PMDB).

Moradores do bairro afirmaram ainda que a rádio faz campanha para o candidato Jordão e que o radialista Batista é um dos locutores oficiais de sua campanha.

No mesmo dia, Daniele usou seu perfil em uma rede social para explicar a questão. 

"Gente, essa semana está mesmo agitada. Hoje, pela manhã, fui convidada a dar uma entrevista numa rádio comunitária da Japuíba para falar sobre a falsificação que fizeram do jornal A Cidade, distribuída ontem por toda a cidade. Eu estava concedendo a entrevista sobre o crime que praticaram contra a minha empresa, quando a Polícia Federal chegou para fechar a rádio comunitária. Eu não podia abandonar o barco, esse não é meu perfil. E cá estou na Delegacia da Polícia Federal, como testemunha, esperando que se conclua os ritos legais. Aliás, vir à delegacia da Polícia Federal em nada me constrange. Não sou bandida, não tenho ficha criminal, não cometi crime algum. Por isso não preciso deixar de testemunhar. Sabem de uma coisa, respeito o trabalho da Polícia Federal, mas é preciso que a gente de Angra se una na defesa dessas rádios comunitárias que prestam um importante serviço aos moradores de Angra e, por força de uma legislação engessada, acabam sendo tratadas como redutos de bandidos. Temos duas usinas nucleares em funcionamento, e uma já em processo de construção, em nossa Angra e todo e qualquer sistema de informação que leve dados corretos, que se preocupe em informar fatos verídicos, merece o meu respeito. De agora em diante vou unir forças a quem quiser defender esse democrático sistema de rádio comunitária”, publicou a jornalista.

Informações: portalimprensa.uol.com.br
Reações:

Nenhum comentário:

Claro leitor seu comentário será analisado antes de ser publicado.

Seu comentário não pode ter:
*Palavras ofensivas;
*Frases que indiquem a promoção ou a despromoção pessoal;
*Desqualificação intencional a esse blog;

Quaisquer duvida deve ser encaminhada a nossa redação através da pagina contato com preenchimento obrigatório dos dados pessoais

| Copyright © 2013 Radiofusores Fm.com