Diretor de rádio comunitária se nega prestar serviço por perseguição

O promotor do evento “2º Baile do Hawai” que acontecerá dia 15 de dezembro, procurou a radio “Comunitária” Cidade FM de Sonora, para divulgar o evento, porém foi informado por funcionários, que o diretor geral Luiz Carlos Simões designou a ordem de que nada fosse divulgado na radio, do promotor da festa.

Mesmo sendo uma radio comunitária, o diretor insiste em usar o espaço para benefícios políticos, uma vez que o promotor do evento e Simões estiveram em lados opostos na eleição deste ano para prefeito.

Segundo o promotor, o diretor da rádio usa o espaço designado a população, para atacar adversário políticos, mas até agora a promotoria ainda não tomou nenhuma providência a respeito.

Esta não é a primeira vez que Simões usa de sua influência na rádio para repudiar adversários políticos. O locutor por 13 anos na emissora Jose Reinaldo, conhecido como “J-Neto” foi o primeiro a receber as retaliações do diretor e ex-prefeito da cidade.

Assim que passou a eleição, logo no dia oito, Simões dispensou o locutor sem justa causa, alegando que ele não o apoiou na campanha, portanto não serviria mais na programação da rádio.

Simões teve sua candidatura para disputar a vaga de prefeito impugnada pela Justiça Eleitoral, por se enquadrar na lei da Ficha Suja, indeferindo e o tornando inelegível para a disputa. Simões ainda responde na justiça por improbidade administrativa e outras irregularidades em sua administração quando prefeito de Sonora.

Fonte: idest.com.br
Reações:

Nenhum comentário:

Claro leitor seu comentário será analisado antes de ser publicado.

Seu comentário não pode ter:
*Palavras ofensivas;
*Frases que indiquem a promoção ou a despromoção pessoal;
*Desqualificação intencional a esse blog;

Quaisquer duvida deve ser encaminhada a nossa redação através da pagina contato com preenchimento obrigatório dos dados pessoais

| Copyright © 2013 Radiofusores Fm.com